terça-feira, 31 de maio de 2011

Não deixe de ter o seu!

A Felicidade! Comedia MTV

Sabe o que é ter muuuuito sono

10 musicas que ja te deram vergonha

quarta-feira, 25 de maio de 2011

domingo, 22 de maio de 2011

Eu acho que eu vi um gatinho

Depois dizem que é implicância 2

Kibando o kibe


Também pudera, né? Juntaram Luciana Gimenez, Jair Bolsonaro e Agnaldo Timóteo no mesmo lugar. Se tivessem desenhado um pentagrama no chão, Lúcifer surgiria sapateando com Judas, Hitler e Bin Laden vestidos de chacrete.

Separados por um Frodo!

Alianças iguais formam 'sociedade do anel' entre jogadores do Botafogo

Pense e responda:

A) Foi só liberarem o casamento gay que ja querem casar de quatro!
B) Bolsonaros a parte! De quatro pode Arnaldo?
C) Agora só falta BOTAFOGO nos anéis!
D) Esses ja leram a tal cartilha gay!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

A barbie do mau

Vai lá! Coloca mentos na Coca cola vai

Trago a pessoa amada

Pérolas do Sac

EMPRESA: LUPO 
Olá, recentemente adquiri três cuecas da Lupo, modelo Speedo. 
Acontece que após um dia de uso, a hora que eu tiro a cueca, ninguém aguenta o cheiro. A Valdirene, que é empregada de casa, disse que não vai lavar as cuecas por causa do odor, minha mãe também. Meu pai disse que pode ser problema de fungo na virilha ou coisa assim, mas isso não é, porquê tenho boa higiene. O que faço??? Pode ser problema na fabricação das cuecas? Daniel 


Resposta: 
Prezado Sr. Daniel, Agradecemos seu contato e sua preferência por nossos produtos. Informamos que seu relato sobre as cuecas é inédito.. Acreditamos não se tratar de problema em nossa fabricação, pois nunca tivemos nenhum problema desse tipo e trabalhamos com matérias-primas de qualidade. Atenciosamente, SAC - LUPO 


EMPRESA: PHILLIPS 

Olá, comprei um Philishave Micro Action Dupla Ação HQ 342 há algumas semanas e por necessidade resolvi usá-lo na região do saco escrotal, mas não obtive muito sucesso. Além da forte dor, notei pequenos cortes... Como não fui feliz em minha tentativa e tenho certeza que várias outras pessoas também passam por necessidades pessoais como essa, gostaria de deixar a minha sugestão para elaborarem um produto específico para esse fim. Se possível, para a região anal também. Desde já agradeço e aguardo retorno. Gilbert. 


Resposta: 
Prezado Sr. Gilbert, com referência à solicitação feita, informamos que este aparelho trabalha com lâminas que cortam bem rente a pele, neste caso, o saco escrotal possui uma pele bem fina e sensível, além de ser bem enrugado também, e por este motivo o senhor sentiu dor e teve pequenos cortes. Pedimos encarecidamente para o senhor não tentar barbear o seu ânus com o aparelho pois os resultados podem ser desastrosos. Contamos com sua compreensão.. Atenciosamente, Vinicius Decia CIC - Centro de Informações ao Consumidor Philips e Walita 0800-701-0203 - E-mail:cic@philips..com.br 


EMPRESA: SOUZA CRUZ 

Bom dia, gostaria de fazer uma reclamação. É sabido por todos que o cigarro é prejudicial à saúde devido a presença de alguns produtos químicos que podem causar diversas doenças. É óbvio que vocês, assim como eu, sabem disso. Minha reclamação se refere ao fato de minha sogra ser fumante há trinta anos e até agora não ter tido nenhum, nenhum mesmo, tipo de doença relacionada ao consumo 
e cigarro até agora... Considero isso lamentável, pois eu compro tres maços de cigarro Derby pra ela por dia e até agora nada. E isso já faz dez anos!!! Apesar de desapontado com os resultados obtidos, pretendo continuar comprando para ela os cigarros dessa marca, pois não concordo com a pirataria de cigarros que tanto prejudicam operário público. Dessa forma gostaria de ser informado sobre qual é o produto mais cancerígeno dessa empresa. Respeitosamente, André 

Resposta: 
Sr. André, agradecemos seu contato, o que muito nos honrou pela lembrança de nossa empresa. A Souza Cruz tem por princípio se comunicar somente com adultos.. Para que possamos dar uma resposta sobre sua solicitação necessitamos comprovar a sua maioridade. Pedimos, por gentileza, que nos redirecione este e-mail informando o seu nome completo, o nr. do CPF, sua data de nascimento e telefone (com DDD), que entraremos em contato. Ainda para sua conveniência, colocamo-nos também à disposião para maiores informaões através do telefone 0800 888 2223 (discagem gratuita) nos dias úteis, de segunda-feira sexta-feira, das 8:00 às 20:00hs ou acesse o site www.souzacruz.com.br . Atenciosamente, Serviço de atendimento ao consumidor Tel: 0800 8882223 (discagem gratuita) sac@scruz.com .br 


EMPRESA: TAURUS 

Olá, recentemente um grande amigo meu me pregou uma baita peça, e eu preciso descontar. Como possuo uma spingarda modelo Delta, calibre 4,5 mm , gostaria de saber qual distância seria segura para dar um bom susto nele, ou seja, atirar, mas não para matar. Será que vocês poderiam me orientar??? Tenho medo de fazer alguma besteira. Obrigado, forte abraço. 



Resposta: 
Prezado Senhor, nossa orientação é de que o senhor não atire em seu amigo, mesmo que de brincadeira. Uma das regras de segurança para manuseio de armas é bastante clara: 'Nunca, em nenhuma hipótese, aponte qualquer arma, carregada ou descarregada, para qualquer pessoa ou coisa que você não deseje atingir ou destruir. Atenciosamente, Departamento de Marketing Forjas Taurus AS 


EMPRESA: SADIA 

Muito obrigado pela atenção. Há muito tempo venho utilizando a Lingüiça Sadia como parceira sexual. Celibatário e homossexual por op
ção, gostaria de opinar sobre uma possível mudança na textura da mesma, que poderia apresentar sua superfície em alto relevo e um aumento do seu diâmetro, para aumentar o prazer. Seria possível?? Há alguma contra indicação para a penetração anal? Há alguma substância na salsicha que não seja indicada para isso? 

Resposta: 
Caro consumidor, A salsicha Sadia não é prejudicial em nenhuma circunstância. Mas recomendamos utilizá-las apenas na culinária, pois existem produtos no mercado que atendem mais efetivamente os seus interesses. Atenciosamente, Rebeca

Comercial Tc Bank

terça-feira, 10 de maio de 2011

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Frase do dia

" Pai, vou me divorciar. Há seis meses minha mulher não fala comigo".
O pai fica em silêncio, bebe um gole de cerveja e diz:
" Pensa bem no que vai fazer, meu filho, mulher assim é difícil de achar"

Charada do dia!



Mate a charada! Nessa foto há um casal apaixonado e um casal que está junto só pra ocultar digamos o outro lado de um jogador de futebol diante da mídia.
É o casal da esquerda ou da direita? Valendôôôôôô!
Copiado Descaradamente do @jbanguela

REPORTER BOATO! MOTOBOYS

10 coisas que Bin Laden não estava fazendo quando morreu

sábado, 7 de maio de 2011

Curiosidades Paulistanas

• É verdade que existem arranha - céus na cidade sem o 13º andar?

Verdade. Superstição comum nos Estados Unidos, alguns prédios de São Paulo também numeram o 13º andar como 14º. Portanto, o 13º, embora na prática exista, não é identificado como tal. É o caso, por exemplo, do edifício do Banco Safra na Avenida Paulista, de 1988, e da Torre Norte do Centro Empresarial Nações Unidas (foto), inaugurada em 1999 na Marginal Pinheiros. O Novotel Jaraguá, no centro, extinguiu o andar quando foi remodelado, em 2004.

• É verdade que existe jacaré no Rio Tietê?

Mentira. No trecho que passa pela cidade, o rio tem nível de oxigênio perto de zero e índice de visibilidade nulo. Portanto, animais não conseguiriam viver em suas águas. Na década de 80, pelo menos três jacarés foram apreendidos nas margens do rio pelos bombeiros. Acredita-se que os bichos tenham sido abandonados ali por criadores. Garças, frangos-d'água, capivaras e quatis aparecem eventualmente.

• É verdade que os motoristas podem trafegar pelos corredores exclusivos de ônibus nos fins de semana?

Verdade. Das 15h de sábado às 4h de segunda-feira, carros particulares e motos podem circular livremente pelos nove corredores, respeitada a velocidade máxima de 50 quilômetros por hora. A portaria que libera o uso dos corredores vale até abril - depois, ela pode ser prorrogada pelo prefeito Gilberto Kassab.

• É verdade que o bar Original não serve chope sem colarinho?

Verdade. É norma da casa, desde a sua fundação, em 1996. 'Não há a menor possibilidade de servirmos de outro modo', afirma um dos proprietários, Edgard Bueno da Costa. 'Trata - se de uma convicção: acreditamos que o melhor chope tem de possuir três dedos de colarinho. Se o freguês quiser diferente, que procure outro bar.' 

• É verdade que em São Paulo ainda existem índios morando em aldeias?

Verdade. Há três aldeias dentro da área do município, com um total de 1 034 índios da etnia guarani m'bya: a Jaraguá, no pico homônimo, e a Tenondê Porã e a Krukutu, no distrito de Parelheiros.

• É verdade que há um trator enterrado no gramado do Estádio da Portuguesa, no Canindé?

Mentira. É pura maldade de torcedor - dos times rivais, claro. Reza a lenda que, em 1972, quando os dirigentes da Portuguesa de Desportos terminaram de reconstruir o estádio (de 1956) e erguer arquibancadas de concreto, esqueceram um trator no meio do gramado. Como ficou impossível removê-lo pelas saídas destinadas ao público, decidiram enterrá-lo ali mesmo. Ora, pois!

• É verdade que o bairro da Liberdade já foi habitado predominantemente por italianos?

Verdade. Até 1920, centenas de italianos que iam das chácaras na Zona Sul da cidade até o centro para vender sementes e frutas fixavam residência na região da Liberdade. As pensões do bairro eram todas ocupadas por italianos e, em menor número, por portugueses. A imigração japonesa só chegou à região na década de 30, quando as primeiras famílias começaram a se instalar na Rua Tabatingüera.

• É verdade que o uso de celular em postos de gasolina pode acarretar multa de 530 reais?

Verdade. Até hoje, entretanto, nenhum paulistano foi multado. O valor está previsto em lei municipal, de autoria do vereador Wadih Mutran (PFL), que proíbe desde 2002 o uso de celulares em postos de gasolina devido ao risco de provocar explosões. 'Isso é uma grande bobagem', diz o engenheiro eletrônico Paul Jean Etienne Jeszensky, especialista em telefonia digital da Escola Politécnica da USP. 'Você já viu alguém entrar no posto empurrando o carro? O motor em funcionamento produz muito mais faísca do que a bateria do celular.' 

• É verdade que casais são proibidos de se beijar no bar Léo? 

Verdade. Instalado desde 1940 na esquina das ruas Aurora e dos Andradas, no centro, o bar conhecido pela excelência de seu chope só passou a aceitar a entrada de mulheres desacompanhadas nos anos 70. Até hoje, proíbe que casais se beijem em suas dependências. Quando isso acontece, um funcionário vai até a mesa e chama a atenção dos clientes. 'Porque começa assim, e, dali a pouco, a mulher já está no colo do rapaz', diz o encarregado da gerência, João Dantas.

• É verdade que o distrito de Parelheiros está sobre uma cratera feita pela colisão de um meteorito?

Verdade. Cerca de 35 000 paulistanos moram dentro de um buraco de 3,6 quilômetros de diâmetro e 150 metros de profundidade. Localizada logo ao sul da Represa Billings, no extremo sul da mancha urbana, essa cratera foi criada com o impacto de um meteorito aproximadamente 40 milhões de anos atrás. 'É um dos principais patrimônios geológicos do país', diz o geólogo Fábio Resende, que há sete anos faz pesquisas no local. 'Ali, ainda existem sedimentos que contêm traços do próprio meteorito.'

• É verdade que existe uma mulher que ganha a vida vendendo troco na feira?

Verdade. Uma senhora que se identifica como 'Valquíria' passa por volta das 7 da manhã pelas barracas de diversas feiras da cidade oferecendo maços de 97 reais divididos em notas de 1, 2 e 5 reais. Deixa o dinheiro com os feirantes que precisam de troco e volta algum tempo depois para receber 100 reais. Tem, portanto, um lucro de pouco mais de 3% em cada operação. 'Consigo dinheiro trocado com cobradores em pontos de ônibus e vendedores ambulantes', conta Valquíria, que não revela o sobrenome por medo de assalto. 'Já fui roubada cinco vezes.'

• É verdade que existem mais ratos do que pessoas em São Paulo ?

Verdade. Quase quinze vezes mais. De acordo com uma estimativa de 2005 do Centro de Controle de Zoonoses, há na cidade 160 milhões de ratos - e 10,9 milhões de pessoas. O fenômeno existe também em outras metrópoles, embora em proporção menor. Em Nova York, o índice é de sete roedores por habitante; em Londres de três para um.

• É verdade que mais de 10.000 pessoas moram na Avenida Paulista?

Verdade. De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação, cerca de 12 000 pessoas vivem em seus dezoito edifícios residenciais. Considerada o coração financeiro do país, a avenida conta com 67 prédios comerciais.

• É verdade que o Edifício Itália é o prédio mais alto da cidade?

Mentira. O mais alto é o Edifício Mirante do Vale (também conhecido como Palácio Zarzur, na Avenida Prestes Maia), com 170 metros de altura e 50 andares. O Edifício Itália com 160 metros e 42 andares - continua levando a fama porque foi erguido em terreno mais alto.

• É verdade que os cães apreendidos pela carrocinha viram sabão?

Mentira. Acredita-se que tal lenda tenha surgido porque a gordura animal (principalmente de boi) costuma servir de matéria - prima na fabricação de sabão em pedra. 'Essa história é ridícula', afirma o biólogo Hildebrando Montenegro, do Centro de Controle de Zoonoses. 'Cães nunca foram usados para isso.' Os cerca de quarenta cães e gatos apreendidos por dia pelas oito carrocinhas paulistanas ficam por três dias úteis à espera do dono. Se não aparecer ninguém para resgatá-lo, o bicho é encaminhado para adoção ou sacrificado (com uma injeção letal). Em seguida, incinerado.

• É verdade que a estátua de José Bonifácio, na Praça do Patriarca, foi mudada de lugar?

Verdade. Quando o imenso e polêmico pórtico metálico projetado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha foi instalado na Praça do Patriarca, em 2002, a estátua de José Bonifácio de Andrada e Silva (1763 - 1838), o Patriarca da Independência, mudou de lugar. Antes, ela ficava logo na saída da Galeria Prestes Maia, no centro da praça, de frente para a Rua São Bento. Agora, a estátua está de costas para a praça, numa das laterais, voltada para a Rua Direita. É como se José Bonifácio estivesse de castigo.

• É verdade que a anã Veronica, uma das atrações do Circo Roda Brasil, é filha do cantor Nelson Ned?

Verdade. Veronica Ned - que não revela a altura, assim como algumas pessoas não contam a idade - integra a equipe do Circo Roda Brasil, em exibição no Memorial da América Latina. Segundo o site do próprio Memorial, ela mede 90 centímetros, ou 22 a menos que seu pai. 'Estou realizada porque aqui posso mostrar todo o meu talento', diz a artista, que faz acrobacias, participa de um número de palhaços, dança e canta muito bem. Com 30 anos, ela é a caçula de três filhos, também anões. Nelson Júnior é baterista de uma banda de jazz e Monalisa, fonoaudióloga.

• É verdade que há bichos - preguiça no Jardim da Luz?

Verdade. São quatro - três machos e uma fêmea. 'É difícil vê-los porque ficam escondidos no topo das árvores', diz a veterinária Vilma Clarice Geraldi, da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. 'Muitas vezes precisamos recorrer a binóculos.' Os machos nasceram ali, descendentes de um grupo de preguiças que vive no parque desde o fim do século XVIII. Já a fêmea foi trazida em outubro do ano passado. 'Suspeitamos que ela já esteja prenhe.'

• É verdade que São Paulo é a maior cidade japonesa fora do Japão?

Verdade. A população de japoneses e seus descendentes na capital é estimada em 395 mil pessoas, segundo o Ministério de Negócios Estrangeiros do Japão. É a maior colônia nipônica fora do Japão. Atrás vêm as comunidades de Los Angeles e Honolulu (no Havaí), com cerca de 100 mil pessoas cada uma.

• É verdade que há vendedores de semáforo que faturam mais de 1 000 reais por mês?

Verdade. Na esquina das avenidas Brasil e Rebouças, uma das mais lucrativas da cidade, os vendedores de brinquedos infláveis, por exemplo, embolsam entre 900 e 1 300 reais brutos por mês. Cada ambulante negocia, em média, quinze bonecos por semana. Começam pedindo 20 reais pelo brinquedo. Mas quem pechincha consegue levar por 15.

• É verdade que dá para ver o mar sem sair de São Paulo?

Verdade. Quem enveredar por uma das trilhas do Parque Estadual da Serra do Mar, em Marsilac, no extremo sul do município, a 55 quilômetros da Praça da Sé, pode avistar o mar de Itanhaém. 'Dá para ver a olho nu', diz a presidente da Associação de Moradores do Distrito de Marsilac, Maria Lúcia Cirillo. 'Se o dia estiver claro, conseguimos observar até os prédios da cidade e algumas embarcações maiores.'

• É verdade que há túneis subterrâneos ligando prédios da cidade?

Verdade. O exemplo mais inusitado é o do Hospital das Clínicas - um túnel de 103 metros sob a Avenida Enéas Carvalho de Aguiar liga o Instituto Central ao Instituto Médico-Legal. É por esse caminho que os corpos são encaminhados ao necrotério. No subsolo da sede do 1º Batalhão de Polícia de Choque Tobias Aguiar, na Luz, há uma rede de túneis que fazia ligações com os quartéis vizinhos e com a estação ferroviária. 'Hoje estão desativados e só uma parte é aberta para visitas monitoradas', afirma o tenente Gerson Pelegati. Também existem túneis sob o Palácio dos Campos Elíseos, na Praça Princesa Isabel, e sob o Teatro Municipal, no centro.

• É verdade que o número de seguranças privados em São Paulo é maior que o de policiais civis e militares?

Verdade. Duas vezes maior do que o efetivo policial. A Polícia Militar e a Civil têm, juntas, 36.000 homens e mulheres. Enquanto isso, há 80 mil profissionais de segurança e vigilância privada registrados na Polícia Federal. Outras 250 mil pessoas trabalhariam irregularmente na área, sem cadastro na PF, segundo estimativa do Sindicato das Empresas de Segurança Privada de São Paulo.

• É verdade que a chuva que cai em São Paulo está cada vez mais ácida?

Mentira. Em 1983, a chuva paulistana tinha pH 4. Quanto menor o valor do pH, maior a acidez da água. Na última pesquisa realizada pelo departamento de química da USP, em 2003, o pH médio registrado das chuvas foi de 5. 'É como se chovesse café ou cerveja', explica Adalgiza Fornaro, professora de climatologia da USP. A chuva ácida não acarreta males imediatos à saúde, mas pode destruir a vegetação e corroer o concreto e o ferro de construções.

• É verdade que os radares fotográficos instalados nos semáforos não multam à noite?

Verdade. Os cinqüenta equipamentos posicionados nos cruzamentos mais movimentados de São Paulo foram comprados pela prefeitura na década de 90 e não têm flash. Ou seja, só funcionam de dia. A Companhia de Engenharia de Tráfego, no entanto, informa que não há salvo - conduto para quem cruza os semáforos à noite. Se um marronzinho flagrar a infração, o motorista será autuado com uma multa gravíssima (191,54 reais e 7 pontos na carteira de habilitação).

• É verdade que existem edifícios residenciais em Higienópolis nos quais os elevadores ficam parando em todos os andares do anoitecer da sexta ao anoitecer do sábado?

Verdade. O mecanismo está instalado em elevadores de pelo menos dez prédios da região. Ele serve para que os judeus ortodoxos possam usar os elevadores sem desrespeitar o Shabat - dia considerado sagrado, que vai do pôr-do-sol de sexta ao início da noite de sábado, no qual o mínimo esforço de apertar um botão deve ser evitado. 'A tecnologia propicia essas adaptações à vida moderna, facilitando o cumprimento dos preceitos', diz Cecilia Ben David, especialista em judaísmo da Casa de Cultura de Israel. 'Em Tel-Aviv, isso já é bem comum.'

Assine o Canal do SuperSogra TV

SuperSogra TV Canal 1

SuperSogra TV CANAL 2

Quem tá por aqui!